sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Sobre o filme: Duas Vidas

"Se você tivesse a chance de encontrar consigo mesmo quando tinha 8 anos de idade, será que aquela feliz criança gostaria de ver o que você se tornou quando cresceu? Em se tratando de Russ Duritz, a resposta seria um ressoante "Não!". Russ tem sua pacata vida como um profissional bem-sucedido virada de cabeça para baixo quando, de forma mágica e inesperada, encontra Rusty, ele mesmo com apenas 8 anos. O pequeno Rusty não fica nada feliz ao ver seus sonhos de ser um piloto de avião irem por água abaixo após conhecer sua versão adulta. Porém, o convívio de ambos irá ajudar Russ a relembrar seus sonhos de infância, para que ele possa se tornar o adulto que sonhava ser quando criança." (Fonte: AdoroCinema)

O que Duas Vidas tem a ver com O Pequeno Príncipe? Tudo! Apesar de em nenhum lugar anunciar isso, as referências ao livro estão por toda a parte no roteiro do filme. Russ desejava ser um aviador, – a profissão do narrador-personagem do Pequeno Príncipe – mas, com as influências do mundo, acabou se tornando algo totalmente diferente do esperado: um consultor de marketing.

Quando seu eu criança surge, ele começa a se dar conta dos erros que cometeu. Eram tantos sonhos! Ter um cachorro, uma namorada, pilotar... e nenhuma dessas coisas ele havia realizado. Tornou-se um homem frio e ganancioso, que tira sarro com a cara dos outros, e o que é pior: ensina as pessoas a mudarem a própria imagem para mostrar o que não são.

O pequeno prín... ops, pequeno Russ tem muitas coisas a ensinar a seu eu adulto, mesmo sendo bem mais novo. Veio para mostrar que os sonhos continuam lá, e que não é só a aparência física ou algumas manias que vêm desde a infância que aproximam os dois. A criança dentro dele não morreu, só havia sido abandonada. Ele precisava dar uma chance para que ela entrasse.

Existem várias cenas de comédia em “Duas Vidas”, embora também haja espaço para o drama. Me emocionei em vários momentos, principalmente quando estava chegando no final. O filme me fez pensar muito sobre os meus próprios planos para o futuro, e se quando eu chegar aos quarenta anos, o meu eu de hoje se orgulhará do que me tornei, mesmo que assim como o protagonista eu tenha alcançado muito dinheiro. No final, a melhor lição que tirei dele é que, mesmo para lá da idade, mesmo após tantos anos, a gente ainda pode largar tudo e ser feliz.

Na minha opinião, é um filme da Disney pouco lembrado, mas que, ao mesmo tempo, é um dos melhores. Se você ama o Pequeno Príncipe, tem tudo para se apaixonar por ele. “Duas Vidas” pode não ser cheio de citações para a vida assim como o livro de Saint-Exupéry, mas ainda assim gera um bom momento de reflexão. Esteja preparado(a) para rir e chorar assistindo esse filme.


Elenco:
Bruce Willis como Russ Duritz
Spencer Breslin como Rusty Duritz
Emily Mortimer como Amy
Lily Tomlin como Janet
Dana Ivey como Doctor Alexander

Direção: Jon Turteltaub


Nenhum comentário

Postar um comentário

Design criado por Thaís Maria. Todos os direitos reservados.