sábado, 31 de outubro de 2015

Resenha do álbum "Revival", da Selena Gomez

No final do ano passado, Selena anunciou seu novo contrato com a Interscope Records, após sete anos trabalhando com a Hollywood Records. Era um grande passo na carreira, já que trocas de gravadoras podem ser algo bem arriscado. Porém, o melhor de tudo foi ver – e ouvir – que essa mudança acabou sendo muito positiva, já que trouxe uma Selena mais madura, pronta para trilhar seus próprios caminhos e mostrar isso ao mundo.

O título já fala por si só: “Revival” é uma palavra que representa o renascimento, ressurgimento de algo ou alguém. Esse alguém, no caso, é Selena Gomez. É assim que ela se vê, é assim que quer ser vista. Ela, que passou por várias dificuldades – recentemente, falou abertamente sobre a doença que tem enfrentado, lúpus – e que agora ressurgiu dentro de si mesma. É um significado muito bonito e fácil de se identificar, afinal, todos os dias precisamos de certa forma nos reinventar e redescobrir. Todos os dias precisamos ter nosso revival. A capa do álbum – tanto a da versão standard quanto a de luxo – é simples e direta, e ilustra bem essa mensagem.

As músicas intercalam entre dançantes e outras mais tranquilas, sendo estas últimas as mais presentes no álbum. Temos desde letras provocantes/ousadas como as de “Good For You” e “Body Heat” até hinos como “Kill Em With Kindness”, “Sober”, “Survivors” e a faixa-título “Revival”. Até agora, os singles lançados foram os de “Good For You”, “Same Old Love” e “Me & The Rhythm”. As duas primeiras têm ido muito bem nos charts, estando presentes até agora no Hot 100 da Billboard. Já "Me & The Rhythm" por alguma razão não obteve o mesmo desempenho (uma pena, já que é a minha favorita e creio que ainda tem bastante potencial, principalmente se sair um clipe).


“Hands to Myself” e “Camouflage” são exemplos de faixas tranquilas que podem ser encontradas em Revival, ao lado dos já mencionados “hinos” (músicas que trazem mensagens de incentivo ou que relatam uma situação na qual várias pessoas também vão se enxergar). A versão standard do disco termina com “Rise”, uma batida agitada e que encerra bem essa aura de sobrevivência, falando sobre como somos capazes de ascender e vencer as situações. Já a versão Deluxe conta com outras cinco faixas, das quais a que mais gostei foi “Me & My Girls”, junto com  “Outta My Hands (Loco)”, uma canção com toques latinos, assim como a própria Selena.


“Revival” foi um álbum que já estreou em 1º lugar aqui no Brasil, tamanha era a ansiedade dos fãs de Selena para ouvi-lo. E, sim, ele vale a pena. Se você está procurando algo que te faça dançar, refletir sobre si mesmo(a), sobre amores bons, destruídos ou reconstruídos, além de encontrar mensagens "pra cima" até mesmo em canções mais lentas, você achou o álbum certo. Se em algum momento você já teve que se “camuflar” para se adaptar a uma relação e uma hora resolveu dizer chega, se você já foi maltratado(a) pelas pessoas e decidiu dar um fim nisso, ou se decidiu apenas relaxar e curtir a vibe de um som novo, chega mais e ouça “Revival”. Eu espero que você goste tanto quanto eu.


Lista completa das músicas
01 Revival
02 Kill Em With Kindness
03 Hands to Myself
04 Same Old Love
05 Sober
06 Good For You 
07 Camouflage
08 Me & the Rhythm
09 Survivors
10 Body Heat
11 Rise

Incluídas na versão Deluxe:
12 Me & My Girls
13 Nobody
14 Perfect
15 Outta My Hands (Loco)
16 Cologne



8 comentários

  1. Eu acompanho a Selena há anos e acho que ela melhorou muito! Gostei bastante dos seus comentários, vou correr baixar o álbum pra poder fazer um comentário melhor haha.
    Beijos.

    http://www.claramenteinsana.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Duane! Também acho que a Selena melhorou bastante. Muito legal que você gostou do post ;)

      Excluir
  2. Eu nunca fui louca pela Selena, até na minha época de belieber sentia um pouquinho de raiva dela, mas ela simplesmente destruiu nesse album novo, sem condições! hahahah
    CAUSE I JUST WANNA LOOK GOOD FOR YOU, GOOD FOR YOU AN AN
    irianneveloso.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, no começo eu não tinha muita simpatia por ela, mas as músicas foram me ganhando de jeito! Ela destruiu mesmo com esse álbum. Good For You é uma das favoritas dela, segundo a própria Selena :)

      Excluir
  3. Geente, Selena é muito diva <3
    Menina, onde seu blog estava que eu nunca encontrei, amei seu trabalho, vou ler os outros posts bye
    https://radior7.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi, Pérola! Muito obrigada pelo comentário! Bem legal que você tenha gostado tanto do blog <3

      Excluir
  4. Antigamente eu não ia muito com a cara dela, não sei o motivo. Mas agora, quando ouvi esse álbum, pude ver uma maturidade muito legal e que agregou ao mundo ''pop'' musical. Acho importante que esses artistas estejam se reciclando e melhorando suas músicas e performances. Eu não vou dizer que a acho maravilhosa, mas é uma boa cantora e merece o sucesso que tem feito!

    Beijão Thaís!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que também não ia com a cara dela, ia mais com a cara da Demi hahaha. Porém, de uns tempos pra cá comecei a curtir e muito as músicas a Selena, e espero que ela continue melhorando cada vez mais. Também a considero uma boa cantora. Beijão, Anne! ;)

      Excluir

Design criado por Thaís Maria. Todos os direitos reservados.